Aprenda a Organizar as Finanças sem Emprego Fixo

O orçamento bem-sucedido tende a depender de duas coisas: planejamento cuidadoso e renda estável.
O primeiro, qualquer um pode fazer. O segundo não é tão simples.
Se você trabalha por conta própria, pode estar se perguntando: “Mas eu não tenho um salário regular chegando. Posso até definir um orçamento? Devo me incomodar?”
Você pode. E sim, você deveria.

Um orçamento é simplesmente uma maneira de descobrir quanto dinheiro você precisa para sua vida diária e organizar as coisas para que você não exceda esse número. Não importa a sua situação, o orçamento é uma parte crítica para garantir que suas finanças sejam sustentáveis.
Fazer um planejamento financeiro é especialmente importante se a sua renda é irregular, se você é um freelancer, um trabalhador temporário, um consultor, um artista, um funcionário permanente com horas flutuantes ou um vendedor comissionado.

Conheça seus valores base

Quando você tem um salário estável e uma receita previsível, você faz o orçamento alocando categorias de gastos dentro desse limite. Mas aqueles com rendimentos imprevisíveis devem trabalhar “para trás” – começando com a quantidade de dinheiro que você vai gastar para descobrir o quanto você precisa. Se a sua renda é instável, então são seus gastos que devem ser estáveis, previsíveis e repetíveis.

Defina sua meta de renda

Este passo é fácil (bem … mais ou menos). Depois de saber qual a base de seus gastos mensais – e, portanto, o salário que você vai precisar para se manter todos os meses -, use uma calculadora de impostos on-line para ter uma ideia aproximada do quanto você vai pagar em impostos. Adicione este novo número aos seus custos de valores base.
Este valor representa seu requisito de renda mensal básica.
A parte complicada, é claro, é garantir que você tenha renda suficiente para cobrir suas despesas.
Qualquer coisa acima do objetivo básico de rendimento vai primeiro para as suas economias financeiras; segundo para a sua poupança de fundos de emergência; e terceiro para você como “bônus” para gastar em escolhas de estilo de vida.

Configurar Contas Bancárias Separadas

Para tornar esse plano mais eficaz, você deverá manter contas bancárias separadas.

1. Conta de Negócios

Aqui você receberá todos os pagamentos dos seus trabalhos e ao final do mês você fará apenas três transferências desta conta: uma para cada uma das contas abaixo.

2. Contas Mensais

Dessa conta, você pagará todas as suas despesas mensais. Essa conta também receberá qualquer “bônus” mensal que você consiga guardar quando sua renda exceder sua meta, e você tem dinheiro sobrando para gastar além da sua poupança (que é tecnicamente uma quarta transferência).

3. economias de emergência

Todo mês, depois que você se pagou pela sua linha de base e transferiu quantias por prioridades financeiras, você colocará dinheiro em seu fundo de emergência.

Você deve ter como objetivo economizar pelo menos seis meses de lucro líquido nessa conta, para ser usado somente nas seguintes situações:

Você perdeu seu emprego e precisa continuar pagando aluguel, contas e outras despesas.
Você tem uma emergência médica ou odontológica.
Seu carro quebrou e é sua principal forma de transporte.
Você tem despesas domésticas de emergência – por exemplo, seu ar-condicionado quebrou, vazamentos, vidros quebrados, etc.
Você tem despesas relacionadas ao luto, como custos de viagem para um funeral familiar.

Seguindo esses passos, você garante que suas finanças estarão sempre equilibradas e terá mais tranquilidade ao chegar o final do mês e conseguir pagar todas as suas contas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *